Patrocinadores:
Apoio:
Apoio:
Patrocinadores:
Publicada em: 25 de outubro de 2018

Cavalo crioulo é destaque em competição de salto

A raça compete lado a lado com os BH da Hípica Santa Thereza

Localizada no interior de Viamão, a Hípica Santa Thereza é uma escola voltada para as aulas de equitação e treinamento de cavalos de salto. A maioria dos cavalos é BH, os Brasileiros de Hipismo, mas ao lados desses gigantes de 1,80 metro de altura, há um cavalo crioulo registrado, conhecido como Mumu. O exemplar completa seis anos em dezembro e já passou por outras modalidades, como o laço. Mas o seu desempenho o coloca em desafios cada vez mais altos. “A gente deu os primeiros saltos e ele já demonstrou que seria um atleta de hipismo”, comenta Alberi Rodrigues, proprietário da Hípica.

Com apenas 1,41 metro de altura o macho vem fazendo bonito na modalidade. Os primeiros saltos no hipismo são baixos e são necessários para passar segurança ao cavalo. “Mumu começou pulando um x, depois foi para 60 centímetros, passou para 80 e agora está fazendo um metro de altura”, diz Alberi.

Sua treinadora é a amazona Chiara Girardi Paskulin. Há seis meses a dupla treina regularmente. “Quando ele chegou estava com muito medo e nunca tinha saltado. Mas foi um evolução super bacana porque ele é um cavalo muito inteligente e aprende tudo muito rápido”.

Essa é a maior prova de que tamanho não é documento. Mumu já está até competindo e o desempenho dele será mostrado no próximo Programa Cavalo Crioulo Sem Fronteiras no sábado, dia 27 de outubro. “Ele não vai pular altas alturas, como as provas de olimpíadas. Mas o que ele pula, que é um metro, ele pula muito bem”, finaliza Chiara.

Confira a seguir alguns saltos do cavalo crioulo: